“Não se preocupem comigo. A luta não é pelo Lula. O importante é salvar este país daqueles que querem um Brasil subordinado aos países ricos. O que eles não sabiam é que esse país tem um povo que não quer guerra com ninguém, mas que quer um país soberano, não republiqueta de banana”, disse o ex-presidente; “A solução para os problemas desse país vai acontecer quando tivermos de novo um governante com credibilidade”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu em seis ações penais, desafiou os seus rivais e a Justiça a provarem que ele tenha realmente cometido algum crime, e insinuou que o Partido dos Trabalhadores (PT) voltará a governar o Brasil.

Em discurso durante um evento na cidade de São Paulo nesta sexta-feira, o ex-chefe de Estado reforçou o discurso de golpe e disse que tanto ele como o povo brasileiro são vítimas dos golpistas, que deveriam se desculpar por tudo que têm feito com o Brasil.

“Se eles querem tentar evitar minha candidatura, ok. Mas não podem, para me prejudicar, prejudicar mais de 200 milhões de brasileiros”, afirmou.

Atacando a imprensa e destacando conquistas do seu governo, como a atenção especial dada à parcela da população mais pobre, o petista, condenado em primeira instância, no mês passado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, criticou duramente a atual administração federal, afirmando que a solução para o país passa necessariamente pela mudança de governo.

“Não se preocupem comigo. A luta não é pelo Lula. O importante é salvar este país daqueles que querem um Brasil subordinado aos países ricos. O que eles não sabiam é que esse país tem um povo que não quer guerra com ninguém, mas que quer um país soberano, não republiqueta de banana”, disse o político. “A solução para os problemas desse país vai acontecer quando tivermos de novo um governante com credibilidade”.

Por último, Lula provocou seus adversários falando em uma possível volta ao poder e afirmou que todos aqueles que hoje o acusam terão de se desculpar.

“Quero que eles provem que tem um real roubado na minha vida. Se não, por favor, tenham a dignidade de pedir desculpas ao Brasil e ao PT.”

This article has 6 comments

  1. Eu acredito na inocência do Lula, por isso não vou chamar vocês de alienados, porque acho uma palavra pejorativa. Mas quero trazer a memória, que esta quadrilha que está no poder é porque o PT se deliciava junto com eles nos banquetes a custa do dinheiro desviado dos cofres públicos. A Petrobrás que o diga. Acreditar na inocência de alguém é mais do que normal, visitando alguns presídios pude constatar que a maioria dos criminosos se dizem inocentes, foram injustiçados por juízes e promotores sádicos. Se existissem juízes bons, os presídios não estariam com super lotação. O que eu não quero mais para o Brasil, é um presidente inocente, mas tão inocente que durante 13 (gosto do número treze) de poder, nunca viu, nunca soube, que Michel Temer, Geddel, Renan, Palocci, Paulo Roberto, Moreira Franco, Cabral, João Vaccari, Cunha, Odebrecht, Léo Pinheiro, Paulo Bernardo, Gleisi, Mantega, Lulinha, Fábio, Nusmann, Eike Batista e vários outros que não me lembro agora, estavam frequentemente em seus banquetes e gabinete. Não é Não, não quero ter mais um presidente tão inocente, precisamos de alguém mais astuto, que possa ter um pouco de malícia, quem sabe alguém com experiência militar para identificar os marginais que assaltam a luz do dia os cofres públicos? Fica aí a dica.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *